segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O Papa é aquele cuja Fé não pode falhar


UM PAPA JAMAIS DESFALECERÁ NA FÉ! TAL É O DOGMA DEFINIDO POR PIO IX E PELOS PADRES DO CONCÍLIO VATICANO I.

É necessário terminar de uma vez por todas com esta maldita opinião que diz o Papa pode ser herege como doutor privado. Calúnia soberanamente injuriosa para a honra do papado! Duas simples citações extraídas do capítulo 4º da Pastor Aeternus, que define o dogma da infalibilidade pontifícia, é suficiente para fechar o debate de uma vez por todas.

Primeira citação: Petri Sedem ab omni SEMPER errore illibatam.
Segunda citação: fidei NUNQUAM deficientes carisma.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

As almas do Purgatório


Que é o purgatório? O purgatório é um lugar de expiação, em que as almas dos justos acabam de se purificar antes de entrarem no céu. É uma verdade de fé, que há um purgatório e que as almas podem ser aliviadas pelos sufrágios dos fiéis.
Em que consistem as penas do purgatório?

1º Na pena do dano, que é a privação da vista de Deus. É uma pena tão pungente, que outra pena nenhuma pode ser-lhe comparada. 2º Na pena do sentido, que consiste no fogo. Este fogo, dizem os santos doutores, é o mesmo que o do inferno, menos sua eternidade. Ora, as almas estão mergulhadas naquele fogo e isso, quem sabe talvez para anos e séculos. Oh! como choram, como bradam, implorando nossa compaixão. “Tende piedade de nós, vós nossos amigos”.


Podemos e devemos sufragar as almas do purgatório? Devemos, sim, é um dever de caridade. Se neste mundo devemos ter pena de quem sofre, quanto mais daquelas almas, que sofrem além de tudo quanto pode imaginar-se. Muitas vezes será não só um dever de caridade, mas de justiça, pois talvez haja no purgatório almas por nossa causa, quero dizer, almas para as quais nós fomos ocasião e causa de pecado. Enfim, nosso interesse pessoal está em jogo. A experiência cotidiana mostra que o meio de alcançar as graças mais preciosas é rezar pelas almas do purgatório. Quem escreve estas linhas pode atestar que é deste modo que tem alcançado as graças mais preciosas, servindo Maria de medianeira. Fazei a mesma experiência. Deponde nas mãos de Maria todos os méritos satisfatórios, todas as indulgências, deixando-lhe a aplicação às almas que ela mesma quiser favorecer.

Quais são os meios de sufragar as almas do purgatório? São muitos. 1º Antes de tudo o sacrifício da Santa Missa* por causa de seu valor infinito. 2º A oração, mormente o terço. 3º As esmolas. 4º As indulgências e principalmente a Via-Sacra.

Fonte: O Pequeno Missionário - Pe. Guilherme Vaessem, C.M.


Missa Tridentina em Caçapava SP

Santa Missa Tridentina em Caçapava SP,  com Padre Tarcísio de Itajubá, MG.

Dia 10 de agosto às 14:30h
Local: Rua Francisco de Assis Pereira, 119
Vila Naly.

Contato: (12) 99189-4121 (Edson).



quinta-feira, 3 de agosto de 2017

PAI MAU VS. PAPA MAU: UMA ANALOGIA IMPOSSÍVEL NO CASO DE FRANCISCO E SEUS MENTORES


A Igreja Católica visível e militante é o movimento tradicionalista, você não encontrará Igreja Católica em outro lugar.
Eu penso o seguinte: a analogia entre o papa e um pai não é perfeita, porque um pai de sangue é seu pai ainda que seja um ateu, enquanto o papa deixa de ser membro da Igreja se ele não tem a fé da Igreja e, portanto, não possui qualquer jurisdição sobre os católicos.
Que Francisco não é papa é evidente pelo fato dele ensinar coisas não católicas como se fossem católicas, isso é o que se chama crime de heresia e é isso o que separa alguém do corpo da Igreja automaticamente sem a necessidade de qualquer declaração (ele pode, como dizem, ser um herege material e ainda pertencer à alma da Igreja, mas ele não pode ocupar qualquer cargo na Igreja Militante).

quarta-feira, 26 de julho de 2017

ATO DE ACEITAÇÃO ANTECIPADA DA MORTE



"Adoro, meu Deus, vosso Ser eterno; ponho em vossas mãos o que me destes e que há de cessar pela morte no momento em que Vós o houverdes disposto. Aceito desde agora essa morte com submissão e espírito de humildade, em união da que sofreu meu Senhor Jesus Cristo; e espero com esta aceitação merecer vossa misericórdia para sair felizmente de um momento tão terrível.

Desejo, ó meu Deus, fazer-vos com minha morte um sacrifício de mim mesmo, rendendo a devida homenagem à grandeza de vosso Ser pela destruição do meu. Desejo que minha morte seja um sacrifício de expiação, que aceitei Vós, ó meu Deus, para satisfazer a vossa justiça por tantas ofensas; e com esta esperança, aceito com gosto tudo que a morte tem de mais horroroso para os sentidos e para a natureza.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

A mansidão e a simplicidade


Antes do sol sai a luz da manhã, e à humildade precede a mansidão, como nos declarou a mesma luz, que é o Senhor, quando disse: Aprendei de mim que sou manso e humildade de coração. Justo é, pois, e conforme a ordem natural, gozar da luz antes do sol, pois a este ninguém pode ver, se primeiro não vê esta luz;

Mansidão é conservar-se a alma em um mesmo estado sem perturbação alguma, quer nas honras, quer nos desgostos. Mansidão é, nas perturbações e aflições do próximo, fazer oração por ele com suma compaixão. Mansidão é firmeza da paciência, porta da caridade, ministra do perdão, confiança na oração, argumento de discrição. Porque o Senhor, como diz o profeta, ensinará aos mansos seus caminhos.